SIM Consultores

Todo empresário, líder ou profissional de RH passa por esse dilema quando tem um profissional em sua equipe ou na empresa que não tem certas competências fundamentais para dar respostas as necessidades do negócio.

O que é melhor? Abrir um processo de seleção e substituir esse profissional ou investir no desenvolvimento dessas competências nele?

Tudo dependerá do tempo que se tem para investir e que tipo de competência se faz necessária para o atingimento deste resultado.

Sabe-se que os dois processos levam tempo e demandam investimentos.

Contratar alguém exige que se definam: qual o tipo de perfil que se deseja; quais as experiências que são necessárias e quais são os resultados se espera que o novo profissional traga para a organização e em que espaço de tempo.

O contratar é um processo que requer investimento e apoio para que aconteça. O tempo para se contratar alguém varia muito. Quanto mais alto o cargo na hierarquia organizacional, mais tempo levará, pois as exigências são maiores e específicas, o que torna o trabalho mais criterioso.

Podemos enumerar algumas vantagens do processo de contratação de novos profissionais: aumentar uma competitividade entre os pares, ter alguém que por um período irá questionar os processos e o status quo existentes. Perguntará com freqüência por que não?  Alguém trará pra a organização uma visão de outras culturas organizacionais e exemplos de como as coisas eram feitas em outros negócios.

O desenvolver competências técnicas e competências interpessoais também têm seu tempo entre o treinar, pois existe uma curva de aprendizado onde as competências são estabelecidas e devem modificar a forma de atuação do profissional.

Algumas vantagens do processo: o profissional já conhece a cultura, já entrega um resultado e o que se espera é poder melhorar e qualificar o seu processo de entrega. Será exemplo para equipe e outros profissionais de que a empresa investe e acredita na prata da casa e que cuida do planejamento de carreira dos profissionais.

Por isso acreditamos que deve ser feita uma análise profunda entre o momento da empresa e o que poderá contribuir mais para os objetivos do negócio, a cultura organizacional, e os resultados esperados.

Investir no capital humano é o melhor retorno que se pode ter sobre seu capital, pois este rende em ideias, criações e soluções que só a genialidade humana pode nos dar. O insight de fazer a diferença na hora que o bicho pega.

Reforçamos que ambos os processos podem enriquecer muito a organização e a equipe de trabalho, pois das duas formas se agregará valor ao que já se realiza hoje. Contratar é trazer o sangue novo e mexer com a estrutura existente, desenvolver dará sustentação e consolidará quem já esta na casa.

 

Sandra EGF Bergamo.

Deixe uma resposta